18.9.08

Este optimismo que nos consome

Uma pausa no actual contexto depressivo para saborear as palavras com que o prodigioso Warren Buffet concluiu o seu relatório aos accionistas da Berkshire Hathaway em 2002:
"Gorat’s - my favorite steakhouse - will again be open exclusively for Berkshire shareholders on Sunday, May 4, and will be serving from 4 p.m. until 10 p.m. Please remember that to come to Gorat’s on Sunday, you must have a reservation. To make one, call 402-551-3733 on April 1 (but not before). If Sunday is sold out, try Gorat’s on one of the other evenings you will be in town. Show your sophistication by ordering a rare T-bone with a double order of hash browns."
Nesse relatório, Warren declarou também:
"Derivatives are financial weapons of mass destruction” and, while the Federal Reserve system was created in part to prevent financial contagion, “there is no central bank assigned to the job of preventing the dominoes toppling in insurance or derivatives”.

2 comentários:

concorrênciaaserio disse...

spam-útil

REIVINDICA CONCORRÊNCIA A SÉRIO:

Os especuladores 'brincam com isto'...
Na realidade, o mercado nem sempre é optimizador. O negócio da gasolina é uma dessas situações (oligopólio cartelizado).
Solução: Preços administrativos?!?
!!!!!! NÃO !!!!!!


É preciso combater os governantes (Pinas's Moura's e afins) que adoram fazer negociatas para amigos...
Ou seja: é urgente que exista uma Manifestação Popular para exigir que, CONSTITUCIONALMENTE, os governos sejam obrigados a ter em funcionamento empresas 100% públicas (nos sectores considerados vitais para a economia) a fazer concorrência às empresas privadas. Mais, caso um governo não seja capaz de ter essas empresas públicas (a fazer concorrência às privadas - nos sectores considerados vitais) a dar lucro, então um governo deve ser, CONSTITUCIONALMENTE, imediatamente demitido pelo Presidente da República.
Resumindo: os especuladores privados estão a precisar de concorrência pública a sério!!!

GL disse...

E o contribuinte que pague essa concorrência. Outra RTP? Outra Carris? Não, obrigado.