24.9.08

Prestar contas



Correia de Campos é o Cristiano Ronaldo dos políticos portugueses. O facto de o seleccionador o ter mandado para o banco confirma a mediocridade da nossa vida pública.

Hoje, lançou um livro em que presta contas da política que pôs em prática ao longo de dois mandatos à frente do Ministério da Saúde, algo que muito poucos têm a capacidade e o desejo de fazer.

4 comentários:

GL disse...

A comparação é de dar arrepios. Correia de Campos é um craque de outra estatura.
Quanto à mediocridade, concordo. O seleccionador rendeu-se aos berros da claque. Foi pena. Isso não costuma acabar bem.
Mas o jogo ainda não terminou. E cheira à prorrogação.
E se tiver penalties, olha que vence.

Uff, como a analogia futebolística é contagiante.

maloud disse...

Eu chamar-lhe-ia Vítor Baía. Gostos!

João Pinto e Castro disse...

Compará-lo ao Vítor Baía talvez fosse exagero.

Anónimo disse...

As ANFs deste País têm muita força. Esta saída foi anunciada na tomada de posse do Governo, quando o 1º Ministro comprou a extemporânea briga com as farmácias. Daí até à saída do ministro era só uma questão de tempo. Ainda não percebi como é que o João Cordeiro não foi Ministro da Saúde de nenhum Governo do PSD. Se calhar porque ia perder muito dinheiro e tomar algumas medidas contra o sector, o que o faria cair do pedestal...