14.10.11

O Sr. Presidente da Comissão Liquidatária falou ao país

.
Nos últimos dias, os jornais foram publicando bocadinhos do orçamento geral do estado de mistura com tretas de conveniência, enquanto os partidos da oposição eram mantidos na mais completa ignorância sobre o seu conteúdo.

À hora marcada, enquanto o PM dava os últimos retoques na maquilhagem e acabava de apertar o nó da gravata, a repórter da RTP anunciava a descoberta de um buraco de 4 mil milhões no próximo ano (!), circunstância que obrigara o governo a introduzir novas e brutais medidas de austeridade.

Passagem para o estúdio, onde o editor de economia Paulo Ferreira, aparentando grande familiaridade com a mensagem que o PM iria comunicar, passou a explicar o que ainda não fora dito.

Finalmente, lá apareceu o galã de telenovela venezuelana que, sempre de olhar fugidio, confirmou o que os arautos da TV pública minutos antes haviam anunciado, num relambório mal embrulhado e interminável que deixou de rastos o empregado do senhor Ângelo e da srª Ângela.

O estilo é o homem.
.

1 comentário:

one hundred trillion dollars disse...

Foi feito às pressas?
foi
há receitas extra?
nem por isso
as pensões pesam 20 mil milhões

os salários de 500 mil mais 200 mil de empresas variadas
são mais 11 ou 12 mil milhões

nã queriam que sa cortasse na despesa do estado

cortaram

é recessivo ..é

com o escudo iriamos voltar aos 95 mil milhões de dólares dos anos 90

assim talvez fiquemos nos 120 mil milhões daqui a uns anos
(o que não seria mau em euros