27.8.09

Arte e mercado

.


Fantin-Latour passou anos a pintar flores, um tema pouco comum nos grandes pintores da sua época, pela simples razão de que o seu amigo Edwards vendia em Inglaterra tudo o que ele conseguia produzir nessa linha de negócio.

Os retratos, quase que só de familiares e amigos, não gozavam de tanta procura. Muitos permaneceram no atelier de Fantin até à sua morte, ocasião em que a viúva, obedecendo aos seus desejos, se encarregou de pô-los a circular no mercado.

De modo que - pobres de nós - temos que nos contentar hoje em contemplar estas florinhas de nada que o artista nos deixou, em vez dos grandes temas que, se tivesse beneficiado em vida de outra glória, provavelmente nunca teria chegado a pintar.
.

1 comentário:

Unknown disse...

Depois o Peter Saville, que vem cá à experimenta na 5ª feira, pegou nestas "florinhas de nada" e fez uma excelente capa para o album dos new order - Power, Corruption & Lies.