24.2.09

Zombies na Bolsa de Valores de Lisboa

.
Lemos há duas semanas nos jornais que a Teixeira Duarte se encontra tecnicamente falida. Por outras palavras, os seus activos não são suficientes para saldar as dívidas contraídas.

O valor de uma empresa nesta situação é zero, para não dizer que é negativo.

Como se justifica então que a Teixeira Duarte continue cotada em Bolsa? Que alto critério justifica que a CMVM autorize esta situação altamente irregular? Quem decidiu fazer este frete à Teixeira Duarte, e por quê?

E, a finalizar, por que é que, mais uma vez, os media não fazem perguntas sobre este estranho caso?
.

1 comentário:

GL disse...

Clap, clap, clap. Ainda bem que existem os blogs e a Internet para que alguém vá lembrando os absurdos que vemos todos os dias e que passam ao lado da nossa imprensa, que tem muito medo de pressões.

Quanto à Teixeira Duarte... é mais um dos fretes que fazem ao BCP.