15.3.09

Que propósito deve orientar uma empresa

.
É muito reconfortante ouvir Jack Welch, ex-CEO da GE, dizer algo que, tal como muitas outras pessoas, venho defendendo há anos:
"On the face of it, shareholder value is the dumbest idea in the world," he said. "Shareholder value is a result, not a strategy... Your main constituencies are your employees, your customers and your products."
Confrontem isto com o que continuam a sustentar alguns dos nossos mais proeminentes capitães de indústria, incluindo António Mexia, Zeinal Bava e Belmiro de Azevedo, por exemplo.

(Via Helena Garrido.)
.

4 comentários:

Carlos Santos disse...

Caro João Pinto e Castro,

Não pretendendo de maneira nenhuma colocar no blogue de uma pessoa cuja opinião económica e política respeito, penso que precisamente algumas afinidades de pensamento entre pessoas que olham a economia como uma rede social, onde além dos CEOs e dos accionistas, como bem aponta no post, há clientes, empregados, fornecedores, etc., podem levar a que tenha também seguido com atenção que a sua disponibilidade de tempo lhe permita a reunião de Sábado do MF e governadores de bancos centrais do G-20. Sendo esse o caso, convidá-lo-ia a ler e comentar a análise que sobre a mesma produzi, num repto que me foi lançado pelo Jorge Nascimento Rodrigues do Expresso: a óptica dos países emergentes e dos BRIC em particular. Se quiser ler permito-me deixar-lhe o link, sabendo que as mensagens são moderados, e por isso, se considerar isto mero spam meu, poderá sempre apagar: http://tinyurl.com/cnepjd.

Um abraço,
Carlos Santos

Luis M. Jorge disse...

Tenho encontrado muitas reflexões desse género no que respeita à construção de marcas: os objectivos de curto prazo (crescimento das cotações) colidem sistematicamente com a sedimentação de valores fundamentais a longo prazo. Veja-se como a gestão da Volvo abandonou, recentemente, o imperativo da segurança, e como isso colide com a cultura de empresa ainda em vigor entre engenheiros e funcionários da casa.

Tarzan disse...

E quanto ainda-CEO's defendem abertamente essa tese?

Anónimo disse...

Talvez não seja tão reconfortante ...

JW di-lo "agora", tempo de muitos mea culpa - "antes" é que teria sido inspirador dizê-lo !

De qualquer modo, vale mais tarde, que nunca e JW tem reputação e peso.

"Anónimo, do 1º ao 7º (...)"