3.4.09



Gustave Caillebotte: Les raboteurs de parquet.

1 comentário:

Tarzan disse...

O trabalho duro é tão poético quando não nos calha...