15.7.08

Técnicas básicas

A propósito da necessidade de "persuadir os estudantes mais carenciados do valor intrínseco do conhecimento", escreve Desidério Murcho no Público de hoje:
"Qualquer agência de publicidade conhece as técnicas básicas para criar nas pessoas apetência pelo que antes não valorizavam."
Eu dirigi duas agências de publicidade multinacionais e uma portuguesa que não conheciam essas supostas "técnicas básicas". E não recomendo que contratem nenhuma que pretenda conhecê-las, porque a investigação disponível sugere que elas não existem.

Aliás, se fosse possível manipular as pessoas dessa maneira, eu acho que ia para a selva juntar-me às FARC.

2 comentários:

João Jesus Caetano disse...

Há poucas coisas mais apetecíveis do que o confronto entre o empirismo e a teoria filosófica.

GL disse...

Acho óptimo que haja quem pense como Desidério Murcho. Vai dando um fôlego a mais à Publicidade.